Em audiência pública, Cagepa apresenta proposta de reajuste tarifário abaixo da inflação

A Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) realizou na tarde desta quarta-feira (17) audiência pública virtual para apresentar a proposta de reajuste tarifário dos serviços prestados pela empresa, que pode entrar em vigor a partir de 2022. O presidente da estatal, Marcus Vinícius Neves, justificou que o percentual de 8,4% está abaixo da inflação, representando um acréscimo mensal de R$ 3,41 para os clientes residenciais que consomem até 10m³ de água.

Com isso, a tarifa nessa faixa de consumo, que representa 68% dos clientes residenciais atendidos pela Companhia, deve sair dos R$ 40,64 atuais para R$ 44,05, valor necessário, segundo o presidente, para cobrir despesas com insumos, materiais e investimentos feitos pela Cagepa no abastecimento e esgotamento sanitário no Estado.

“Mais uma vez viemos mostrar transparência em nossos processos de formação de preço, prestar contas à sociedade paraibana do que a Cagepa tem feito e oportunizar aos paraibanos interagirem sobre os serviços da Companhia. Com os novos investimentos, a partir dessa proposta, nosso objetivo é proporcionar ainda mais avanços no saneamento e melhorar a qualidade de vida do povo paraibano”, afirmou o presidente Marcus Vinícius.

A apresentação foi feita pelo engenheiro Leonardo Brasil, gerente para Assuntos Regulatórios da Cagepa. Segundo ele, o percentual de reajuste proposto está abaixo da inflação, comparando o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (IPCA) entre dezembro de 2019 e junho de 2021, período observado pelo estudo. Na audiência, o gerente também expôs obras e ações realizadas recentemente pela Companhia em toda a Paraíba.

“O reajuste se faz necessário para manter o equilíbrio econômico e financeiro da Companhia e garantir a continuidade e melhoria dos serviços ofertados, bem como a qualidade dos serviços prestados à população paraibana”, declarou Leonardo Brasil.

Já o diretor Comercial, Isaac Veras, destacou que por recomendação do governador João Azevêdo a proposta de reajuste não afetará as famílias beneficiadas pelo programa Tarifa Social. “Permanecerá o valor de R$ 11,62 para serviços de água e esgoto para as famílias atendidas pela Tarifa Social”, destacou o diretor da Cagepa, acrescentando que essa é mais uma medida importante do Governo do Estado para o enfrentamento à crise proporcionada pela pandemia do novo coronavírus.

O presidente Marcus Vinícius ressaltou ainda que com o reajuste proposto a tarifa de água da Cagepa seguirá sendo menor do que a cobrada em estados vizinhos, como Pernambuco (R$ 50,50), Ceará (R$ 45,20) e Alagoas (R$ 49,70).

A partir de agora, a Agência de Regulação da Paraíba (ARPB), que se fez presente na audiência pública representada pelo diretor executivo de Regulação e articulação, Marcos André Medeiros, vai analisar a proposta e decidir o índice que será implementado.