Reunião Gerencial da Cagepa no Brejo discute planejamento para os próximos cinco anos

O presidente da Cagepa, Marcus Vinícius Neves, conduziu a primeira Reunião Gerencial da Regional do Brejo em 2020, realizada em Guarabira, nesta quinta-feira (6). O diretor de Operação e Manutenção, Joaquim Almeida, o diretor de Expansão, Simão Almeida e os gerentes regionais do Litoral, Borborema, Brejo, Espinharas, Rio do Peixe e Alto Piranhas, subgerentes e coordenadores das agências locais do Regional do Brejo estiveram presentes.

O encontro teve como objetivo central elaborar o planejamento estratégico de investimentos dos sistemas de abastecimento e esgotamento sanitário de todas as gerências regionais para os próximos cinco anos. Os gerentes apresentaram as prioridades, elencando planilhas com quantificação e precificação estimulada de investimentos para ampliar sistemas adutores, redes de distribuição de água e ampliação de redes coletoras de esgoto, implantação de diversos novos sistemas e outras obras estruturantes.

O presidente da Cagepa destacou a importância do planejamento e a busca pela eficiência dos serviços prestados pela Cagepa. “Estamos aqui exatamente apresentando os resultados de um trabalho que já começou desde o ano passado, estipulamos um planejamento real. O que temos para alcançar as metas de universalização de esgotamento sanitário? Então, nos próximos cinco anos nós vamos saber as intervenções que temos feito, o que precisamos fazer, discutir a velocidade, porque se nós planejamos, fomos buscar os recursos necessários, fomos buscar a eficiência, então vamos cobrar essa agilidade na execução”, disse.

Ainda de acordo com o presidente, a diretoria da Cagepa está indo pessoalmente às gerências regionais para conhecer as necessidades e destacou que o processo de melhoria é contínuo. “Queremos ouvir os desafios dos nossos gerentes e as necessidades dos nossos clientes. Gestor público que não vai conhecer a realidade, fica trancado em um gabinete e, consequentemente, não consegue administrar bem a sua Companhia, o seu serviço público”, argumentou.

Todos os dados e demandas apresentadas pelos gerentes dos regionais serão compilados para que a diretoria da Cagepa possa definir os níveis de prioridades e montar um cronograma de intervenções a serem definidas a partir do planejamento estabelecido.