Técnicos da Cagepa vistoriam obras da Transposição Litorânea

Publicado em 23.04.2013 10:35
Categorias: Destaques

Fotos Waldeir Cabral

Acompanhado do novo diretor de Expansão, Leonardo Brasil, e de técnicos da área de engenharia, o presidente da Cagepa, Deusdete Queirgoa, vistoriou trechos da primeira etapa das obras da Transposição Litorânea, que vão permitir a ampliação do sistema de abastecimento de água da região metropolitana de João Pessoa.

 

A vistoria começou no sistema de abastecimento de água de Gramame, localizado no município de Conde. No local, segundo Deusdete Queiroga, está sendo construída uma nova estação de tratamento, que permitirá a Cagepa aumentar sua capacidade de produção d’água

 

“Atualmente, o sistema de Gramame consegue produzir cerca de 1.900 litros de água por segundo. Com essa nova estação, inicialmente, passaremos a produzir 600 litros de água a mais por segundo”, enfatizou o presidente da Cagepa.

 

 

Deusdete acrescentou que quando a segunda etapa da Transposição Litorânea for concluída, a capacidade de produção de água do sistema de Gramame passará a ser de 3.100 litros de água por segundo. “Isso vai assegurar o pleno abastecimento por mais de 20 anos”, observou.

 

Depois de vistoriar a construção da nova estação de tratamento, os técnicos da Cagepa seguiram para o município de Alhandra, onde vistoriaram as obras dos sistemas de captação e bombeamento. “Em linhas gerais, a água bruta captada aqui no rio Papocas será transportada para o sistema de Gramame, onde é tratada e em seguida distribuída para os reservatórios”, explicou Deusdete.

 

 

Cidades beneficiadas
O engenheiro Leonardo Brasil, novo diretor de Expansão da Cagepa, disse que as obras da Transposição Litorânea vão beneficiar 1 milhão de paraibanos. Segundo ele, o Governo do Estado já investiu R$105.180.733,33 milhões.

 

“Nesta primeira etapa, a Translitorânea vai reforçar o abastecimento de água das cidades de João Pessoa, Cabedelo, Bayeux, Santa Rita e Conde”, disse Leonardo Brasileiro, acrescentando que a cidade de Alhandra também será contemplada na segunda etapa da obra.

 

Mesmo prevista para ser concluída em junho de 2014, a primeira etapa da Translitorânea, segundo Leonardo, deverá ficar pronta até fevereiro do próximo ano. “O como o ritmo da obra está bem adiantado, por isso, já estamos trabalhando com a perspectiva de concluí-la em fevereiro”, destacou o diretor da Cagepa.

Companhia de Água e Esgotos da Paraíba - CAGEPA
Todos os Direitos Reservados