Governo realiza obras de esgotamento sanitário em municípios do Sertão da PB

Governo realiza obras de esgotamento sanitário em municípios do Sertão da Paraíba

Fotos: Secom

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, está executando obras de esgotamento sanitário nos municípios de São Bento, Belém de Brejo do Cruz, São José de Piranhas e Coremas, no Sertão paraibano. As obras vão beneficiar mais de 76 mil pessoas nos quatro municípios, com investimentos da ordem de R$ 24,4 milhões, em parceria com o governo federal.

A obra em São Bento, que vai beneficiar mais de 34 mil habitantes, está em andamento com 25% executada, com recursos da ordem de R$ 7,5 milhões. Os trabalhos foram iniciados em março deste ano e consistem na construção de cerca de 3 mil metros da rede coletora, de estação elevatória, estação de tratamento de esgoto, emissário de recalque e ligações domiciliares.

A obra de esgotamento sanitário de São José de Piranhas consiste na construção da rede coletora de esgotos, com 11.200 metros, quatro lagoas de tratamento e estação elevatória, com investimento de R$ 5,7 milhões. Serão beneficiados 20.053 habitantes do município.

Governo realiza obras de esgotamento sanitário em municípios do Sertão da ParaíbaEm Coremas, a obra tem extensão de 12 mil metros de rede adutora, três lagoas de tratamento e uma estação elevatória. Iniciada em janeiro de 2019, a obra representa investimentos de R$ 6,6 milhões e vai beneficiar 15.418 habitantes do município.

Em Belém de Brejo do Cruz, a obra vai beneficiar mais de 7 mil habitantes e está com 30% executada, com recursos da ordem de R$ 4,5 milhões. Os trabalhos foram iniciados em janeiro de 2019 e consistem na construção de cerca de 10.600 metros da rede coletora, de duas estações elevatórias, estação de tratamento de esgoto, emissário de recalque e ligações domiciliares.

O objetivo é melhorar o percentual de cobertura do serviço para a população paraibana, visando elevar o atendimento e com isso melhorar a assistência à população no tocante à saúde pública, bem como a questão do meio ambiente.

Para o secretário de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente, Deusdete Queiroga, as obras eliminam a utilização de fossas na cidade, que acarreta a poluição do lençol freático e, consequentemente, ao meio ambiente. “Em São José de Piranhas é de fundamental importância por ser o município porta de entrada do Eixo Norte da transposição de águas do Rio São Francisco”, ressaltou Deusdete.

O secretário disse ainda que as obras são executadas em parceria com a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), cujo repasse de recursos não vem sendo regular, o que ocasiona paralisação ou diminuição no ritmo de algumas, em determinados momentos. Porém a expectativa é que em 2022 o Governo do Estado possa entregá-las à população.