Cagepa participa de reunião do Consórcio de Desenvolvimento do Médio Piranhas

A Cagepa participou da reunião do Consórcio Público de Desenvolvimento do Médio Piranhas, realizada nesta quinta-feira (9), no município de São Bento, e debateu com os gestores da região sobre as necessidades e projetos para melhoria da segurança hídrica. A comitiva da companhia contou com o presidente, Marcus Vinícius Neves, o diretor de Expansão, Ricardo Moisés, e os gerentes regionais do Espinharas, Jonatas Raulino, e do Rio do Peixe, Sérvio Túlio Cavalcanti.

“Dialogamos com os prefeitos sobre o novo Marco do Saneamento, sobre o andamento da instituição das microrregiões de Água e Esgoto e sanando todas as dúvidas sobre essa nova estrutura de prestação dos serviços”, explicou o presidente da Cagepa.

Marcus Vinícius disse também que, na ocasião, a Cagepa realizou uma apresentação e prestação de contas do que foi feito até então e das obras que estão programadas para 2022. “Dessa forma, estamos cumprindo uma determinação do governador João Azevedo de melhorar a eficiência e prestação de serviços e escutar os gestores no sentido de entender o crescimento das cidades e suas novas necessidades, sendo o indutor para a melhoria da qualidade de vida da população”, afirmou.

A Cagepa participou do evento a convite do presidente do Consórcio, o prefeito do município de São Bento, Jarques Lúcio da Silva. Estiveram presentes também, o presidente da assembleia Legislativa da Paraíba, Adriano Galdino, o secretário de Articulação Política do Estado, Cássio Murillo Galdino, o deputado federal Efraim Filho, entre outros gestores e técnicos.

No período da tarde, a comitiva da Cagepa visitou as agências locais da companhia em Sao Bento e em Catolé do Rocha. “Nos reunimos com os nossos empregados e fizemos um alinhamento sobre as questões de gestão da empresa. Foi uma reunião muito produtiva onde pudemos reavivar o papel da Cagepa no desenvolvimento do Estado e nivelar as informações, com o objetivo de otimizarmos a qualidade dos serviços prestados à sociedade”, pontuou.